Quem Somos

A Fiducia, nasceu de um projecto de quatro pessoas audazes que, face a uma situação de desemprego originada pela deslocalização de uma empresa que, durante anos, foi o seu local de trabalho habitual, criaram os seus próprios postos de trabalho.
A VICRI, empresa que outrora empregou dezenas de trabalhadores e satisfez, com qualidade, as necessidades dos mais exigentes clientes, seguia agora outro destino, deixando para trás, diz o actual sócio-gerente da Fidúcia e modelista da VICRI desde o início dos tempos, as melhores costureiras.
Fernando Queirós elaborou o projecto, apresentou-o às costureiras cujo trabalho conhecia como ninguém, e assim nasce a Fiducia.
Citemos as palavras de Manuel Luís Goucha: “Fernando de nome, Queirós de apelido. Afinal este havia sido o seu sonho de sempre, ter um pequeno atelier onde camisas para já, gravatas e laços para depois, são feitos com saber e paixão. Ao Fernando juntaram-se mais três ex-colegas unidos pela mesma vontade e determinação. Confiança (fidúcia) é o que não lhes falta. Encomendas também não, até da estranja, do Reino Unido, por exemplo. Eu também tenho fidúcia total no trabalho de quem há tantos anos faz as minhas camisas, tal qual as quero, de três botões no colarinho, macho e punhos duplos para levarem abotoadura. E depois gosto de pessoas que sabem pegar os problemas pelos… colarinhos!” (http://cabaredogoucha.pt/fiducia/).
Nem mais, nascida e criada na cidade Invicta, em 2014, a Fiducia cresce cada vez mais, com importações a nível europeu e nacional, fazendo aquilo que sabe fazer melhor: criações. Criações à imagem e semelhança do cliente, à sua medida.
Os preços apresentam-se competitivos, já que a empresa dispõe de profissionais com uma experiência de anos que lhe permite uma contenção de custos, dos estritamente necessários à confecção de uma boa camisa, aliado ao facto de apresentar um atelier imediatamente agregado a uma pequena fábrica.
O objectivo da Fiducia será crescer de forma comedida, de modo a nunca esquecer o seu intuito inicial: servir o cliente à sua medida, com a audácia que o mesmo pretende, ou não, transpor para a sua camisa.


Arquivo